A informação da IP engana os utentes

dez 21, 2019

No dia 18 de Dezembro de 2019, a partir das 16h30, ocorreram os seguintes factos na Estação de Porto-Campanhã:

1. Não havia qualquer informação sonora sobre partidas e chegadas de comboios;
2. Pretendia entrar no comboio Alfa, em direção a Braga, cuja chegada a Campanhã estava prevista para as 16h50, e o placar da estação indicava como nova hora 17h13 e, depois, 17h30;
3. Aproximei-me do cais de embarque, linha 4, antes das 17h30, e o comboio não chegou;
4. Regressei à entrada da estação e verifiquei que desapareceu do placar, informação sobre este comboio;
5. Dirigi-me à bilheteira informando destes factos o funcionário da CP que me atendeu, o qual, depois de diversas diligências e de um telefonema para o controlo do tráfego ferroviário (IP), me informou que o comboio Alfa passou à hora certa, 16h50, em direção a Braga;
6. Disse-lhe, e digo agora, que fui enganado pela informação visual;
7. Acresce, como acima referi, que não havia qualquer informação sonora particularmente necessária.

Esta situação não é única e revela bem a necessidade que há de haver informação segura e atualizada, principalmente, quando há perturbação no tráfego. Sente-se bem a falta que faz a existência de um responsável da IP numa estação como a de Campanhã.

António Cândido de Oliveira

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *