De novo: a urgente necessidade de suprimir as passagens de nível

jul 15, 2019

Quinze Anos depois da eletrificação da Linha Braga - Porto, com supressão de passagens de nível ainda restam algumas no troço entre Ermesinde e Contumil.
Ainda hoje o comboio Alfa atropelou mortalmente uma pessoa na passagem de nível, junto à estação de rio Tinto.
Isto deve-se ao facto de ainda não se terem completado o que estava previsto para este troço que era a quadruplicação da via e a supressão de passagens de nível.
A Associação tem insistido na urgência destas obras mas, até ao momento, nem existe sequer data prevista para o seu início.

António Cândido de Oliveira
Professor Catedrático Jubiliado
Presidente da Direção da Associação Comboios do Século XXI

1 Comentário

  1. António Alves

    É de facto um problema cuja resolução é urgente. Um dos lados desta questão, normalmente esquecido, é o trauma que estes eventos provocam nos maquinistas. Portugal é o segundo país da Europa onde a probabilidade de um maquinista, ao longo da sua carreira, estar, pelo menos uma vez, sujeito a um evento traumático destes é mais elevada. Na verdade, existem muitos maquinistas portugueses a quem isto já aconteceu várias vezes ao longo da sua carreira; havendo mesmo casos em que o número de colhidas em que estiveram envolvidos ultrapassa largamente a dezena. São eventos que marcam profundamente, causam trauma e podem, a longo prazo, vir a consubstanciar-se num caso clínico de stress pós traumático.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *